"O que é que se encontra no início? O jardim ou o jardineiro? É o jardineiro. Havendo um jardineiro, mais cedo ou mais tarde um jardim aparecerá. Mas, havendo um jardim sem jardineiro, mais cedo ou mais tarde ele desaparecerá. O que é um jardineiro? Uma pessoa cujo pensamento está cheio de jardins. O que faz um jardim são os pensamentos do jardineiro. O que faz um povo são os pensamentos daqueles que o compõem." (Rubem Alves)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

CEARÁ: "BAFÔMETROS" REFORÇAM FISCALIZAÇÃO NO INTERIOR


Em Aracati, a 148 quilômetros de Fortaleza, há pouco mais de duas semanas o Departamento Municipal de Trânsito trabalhava sem contar com um equipamento básico: o bafômetro. Sempre que necessário, era preciso usar o etilômetro que vinha das Polícias Rodoviária Estadual ou Federal, explicou o subcomandante da Guarda Municipal da cidade, Marcos Vinícius Barbosa. Para ele, a chegada de dois equipamentos próprios vai melhorar a fiscalização. “Como a gente não disponibilizava, pouco fazia (o teste do bafômetro)”.

Além de Aracati, outras 15 cidades do Interior vão ser beneficiadas com bafômetros cedidos pelo Departamento Estadual de Trânsito. O Detran acredita que a fiscalização mais efetiva das cidades que já possuem trânsito municipalizado poderá contribuir para a redução de acidentes. Já receberam o novo equipamento Crato (1), Limoeiro do Norte (1), Maracanaú (2), Maranguape (2), Pacajus (1), Quixeramobim (1), Tianguá (1) e Aracati (2). Em breve, será a vez de Sobral (2), Caucaia (2), Horizonte (1), Iguatu (2), Juazeiro do Norte (2), Quixadá (1), Russas (1) e Crateús (1).

Em Crateús, distante 350 quilômetros da Capital, apesar de o trânsito ter sido municipalizado há mais de 10 anos, a cidade só contava com um bafômetro. De acordo com o diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Severino de Souza Gomes, ter só um equipamento dificulta a fiscalização, que muitas vezes ocorre na sede e em distrito ao mesmo tempo.

“Com dois vai ficar mais eficiente”. Por semana, quatro pessoas, em média, são autuadas pelo único bafômetro disponível. Agora, os flagrantes devem aumentar. “Na próxima semana, acredito que estaremos com ele (bafômetro). Intensificaremos mais ainda as fiscalizações”, prometeu.

De acordo com o Detran, desde que a Lei Seca (Lei 11.705) passou a vigorar, em 2008, cerca de 20 mil motoristas já foram autuados e tiveram a carteira de habilitação recolhida no Ceará. Desse total, aproximadamente 60% dos casos foram registrados na Capital e Região Metropolitana.

ENTENDA A NOTÍCIA

Para melhorar a fiscalização e evitar acidentes, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-CE) vai ceder 23 bafômetros para 16 prefeituras que têm trânsito municipalizado. Sete cidades já foram contempladas.

Saiba mais

O que é a Lei Seca

A chamada Lei Seca considera crime conduzir veículos com praticamente qualquer teor de álcool no organismo. Quem for flagrado nessa situação, sofre punições que variam da multa até a cadeia. Agora, homicídios praticados por motoristas alcoolizados são considerados crimes dolosos (com intenção de matar).

Trânsito municipalizado

Em todo o Ceará, 50 cidades já têm trânsito municipalizado. Aquiraz, na Região Metropolitana de Fortaleza, está em processo.

Fiscalização em números

Até dezembro de 2010

Total de blitze: 6.050

Total de veículos abordados: 472.696

Total de veículos irregulares identificados: 38.854

Total de habilitações recolhidas: 5.962

Total de infrações no período: 48.243

Até setembro de 2011

Total de blitze: 6.480

Total de veículos abordados: 411.837

Total de veículos irregulares identificados: 48.198

Total de habilitações recolhidas: 3.931

Total de infrações no período: 66.384

Fonte: Detran-CE

SERVIÇO

Quem quer bafômetro?

O município que quiser solicitar o recebimento de bafômetro pode procurar o Detran, que fará a análise do pedido. É necessário apresentar cópias da lei de criação do Departamento Municipal de Trânsito, da portaria de nomeação do dirigente do órgão, além da certidão de quitação dos compromissos fiscais do Demutran.

Fonte: Jornal O POVO

2 comentários:

  1. ana maria domingos paulino12 de janeiro de 2012 16:15

    A lei seca com certeza veio prá salvar a vida de muita gente. Apesar de que muita gente não sabe o valor que essa fiscalização tem!!!!

    ResponderExcluir
  2. É verdade, caríssima Ana. Lamento que, mediante uma interpretação que eu questiono, tenha ocorrido um certo desvirtuamento da lei. Acerca desse tema, em breve estarei postando um artigo que recentemente escrevi.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir